Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Comunicado

Dizer não ao racismo e à xenofobia

5 de julho de 2020
Partilhar

Em comunicado, a Câmara Municipal de Loures, o Conselho Português para os Refugiados, o Agrupamento de Escolas Eduardo Gageiro e o Agrupamento de Escolas de Moscavide e Portela fazem chegar à nossa redação a sua posição conjunta sobre pinturas de teor racista que se verificaram na noite de 12 de junho em diversas instituições do Concelho.

Pode ler-se:

“Na passada noite de 12 de junho, o Centro de Acolhimento do Conselho Português para os Refugiados, situado na Bobadela, foi alvo de atos de vandalismo com a inscrição de várias mensagens de teor racista inscritas na sua fachada.

Na mesma noite, também a Escola Secundária de Sacavém e a Escola Secundária da Portela foram alvo dos mesmo tipo de atos, o que permite concluir que se tratou de uma manifestação organizada de ódio e intolerância, a todos os níveis reprovável numa sociedade democrática, em que se preservam os valores da liberdade e da tolerância.

Em resposta a estes atos, de tamanha cobardia, as entidades gestoras dos equipamentos referidos decidiram apresentar queixa junto da Polícia de Segurança Pública e do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

Desde a data da sua criação, o Centro de Acolhimento para os Refugiados acolhe cidadãos oriundos de vários países. São pessoas que fogem da guerra, de perseguições e de violações sistemáticas dos direitos humanos, na expectativa de encontrarem segurança e proteção em Portugal. Não há registo, ao longo destes anos, de problemas criados por estes cidadãos refugiados e requerentes de asilo.

Realçamos também o papel que as escolas do nosso concelho têm tido na dinamização de projetos de valorização da multiculturalidade e inclusão, visando a promoção da educação para uma cidadania inclusiva e pleno respeito por todas as minorias étnicas e religiosas, provando que no nosso concelho a “escola” é verdadeiramente um espaço de inclusão.

Loures é, desde sempre, um território que se orgulha da sua diversidade cultural, étnica e religiosa, que consideramos ser uma riqueza. A forma como a Autarquia tem procurado dinamizar processos de envolvimento e participação cívica das diferentes comunidades em projetos comuns, e o êxito de que estes se têm revestido, são a prova de que, em respeito pelas nossas diferenças, podemos viver em paz, incentivando a troca de saberes e de experiências.

As manifestações de intolerância e de racismo perpetradas, com a inscrição de frases racistas e xenófobas em vários edifícios públicos, merecem a nossa mais firme condenação e estamos convictos de que tais manifestações não refletem o sentimento generalizado da população do nosso concelho.

As entidades subscritoras desta posição conjunta não podem deixar de repudiar todas as manifestações racistas e xenófobas, bem como outras práticas de incitamento ao ódio, como as que foram levadas a cabo no passado dia 12 de junho, reiterando o seu compromisso em continuar a contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, mais fraterna e mais tolerante, onde as diferenças entre os seus membros são consideradas como fator de enriquecimento coletivo."

 

Em Loures, dizemos NÃO ao racismo e à xenofobia:

• Câmara Municipal de Loures

• Conselho Português para os Refugiados

• Agrupamento de Escolas Eduardo Gageiro

• Agrupamento de Escolas de Moscavide e Portela

Última edição

Opinião