Anuncie connosco
Pub
Notícias | Atualidade

Loures assina compromisso

adaptação às alterações climáticas

6 de janeiro de 2020
Partilhar

A Câmara Municipal de Loures assinou o compromisso político para a adaptação climática, no dia em que foi apresentado o Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas (PMAAC-AML).

Foi no Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, que o Município de Loures – representado pelo presidente da Câmara Municipal, Bernardino Soares –, com os restantes 17 municípios que compõem a Área Metropolitana de Lisboa (AML), subscreveu o compromisso que visa reduzir a vulnerabilidade e adaptar a AML às alterações climáticas.

Reconhecendo a emergência climática global e comprometidos com os objetivos de neutralidade carbónica até 2050, os signatários assumem a urgência de adaptar o território metropolitano às alterações climáticas, bem como em reduzir a vulnerabilidade territorial e setorial, e a exposição das comunidades aos riscos, atuando de forma continuada e concertada ao nível local e intermunicipal na concretização dos objetivos estratégicos do PMAAC-AML, em respeito pelos princípios de ação e governança para a adaptação às alterações climáticas.

A resposta a este desafio está assumida na visão metropolitana de adaptação, que é produto de dois conjuntos de princípios fundamentais que orientam o Plano e que deverão estruturar esta adaptação na AML: princípios de ação para a adaptação (sustentabilidade, equidade territorial e justiça social e territorial) e princípios de governança para a adaptação (parceria, governação metropolitana e atuação local).

A promoção do conhecimento técnico-científico e a sua aplicação ao território metropolitano, a capacitação institucional e das comunidades territoriais e a adoção de uma cultura transversal de adaptação, são os três grandes objetivos do Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas, que resultou de inúmeros estudos científicos, dezenas de workshops, duas conferências – que envolveram mais de duas mil pessoas –, e que permitiram, ao fim de dois anos, a construção deste Plano.

O programa da conferência contemplou ainda dois painéis: o primeiro, sobre os caminhos para garantir a qualidade de vida na metrópole de futuro e, o segundo, que abordou a importância da ação climática metropolitana na edificação de um futuro mais sustentável. A apresentação pública contou com a presença dos presidentes e representantes dos municípios da Área Metropolitana de Lisboa, da secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa, que encerrou a conferência, e de investigadores e académicos da área ambiental, dos quais se destacam: Maria João Alcoforado, Jorge Gaspar e Isabel Pina.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter