Anuncie connosco
Pub
Notícias | Social

Policiamento de proximidade da PSP

A Segurança começa em cada um de nós

6 de outubro de 2018
Partilhar

Em 2006, a Polícia de Segurança Pública (PSP) implementou formalmente o que atualmente se denomina de Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade (MIPP), passando assim a congregar projetos que se haviam constituído de forma algo arquipelágica, sejam os Programas Escola Segura (implementado pela PSP em 1992!), Comércio Seguro, Táxi Seguro, Abastecimento Seguro, Farmácia Segura, Apoio 65 – Idosos em segurança, Apoio às Vítimas de Violência Doméstica ou mais recentemente o programa Significativo Azul.

Todos estes Programas passaram a ser integrados numa estratégia global e integral, sob mecanismos de coordenação, avaliação e formação únicos e coerentes, com a intenção de se conferir um superior enfoque na componente de proximidade à população e de prevenção da criminalidade.

De acordo com diagnósticos de segurança, os polícias afetos ao MIPP garantem assim o Policiamento de Proximidade num determinado e concreto setor geográfico de uma Esquadra da PSP, ou seja, são sempre os mesmos polícias a operarem na mesma área. Esta garantia de continuidade e até mesmo de familiaridade possibilita um melhor conhecimento da área e da população, facilitando hábitos de contacto da Comunidade com a Polícia, criando-se assim laços de confiança que não só harmonizam as intenções da PSP aos verdadeiros anseios da população, como potenciam a manutenção de efetivos sentimentos de segurança.

Face a capacidades tão multifacetadas e abrangentes, a PSP maximiza o empenhamento dos Agentes de Proximidade na prevenção da violência doméstica, no apoio às vítimas de crime e no seu acompanhamento pós-vitimação, na identificação de problemas que possam interferir na situação de segurança dos cidadãos e na deteção das chamadas cifras negras. A responsabilização destes Agentes de Proximidade constitui outro dos elementos fundamentais do MIPP, designadamente através da definição de protocolos de procedimento e de normas de atuação que facilitam e promovem a identificação de outros tipos de desafios que influenciam a segurança pública, a segurança rodoviária e o próprio sentimento de segurança da população, desde viaturas abandonadas, iluminação pública, graffiti, vandalismo, sinais de trânsito danificados ou destruídos, imóveis abandonados mas também a identificação de menores e idosos em risco.

Todavia, o mais notável sucesso do MIPP da PSP é tão mais complexo e decisivo como básico e fundamental, centrando-se no sucesso da concretização de parcerias que reúnem energias, vontades, capacidades e objetivos bastas vezes díspares, reunindo polícias, entidades públicas e privadas, governamentais e não governamentais mas também e sobretudo os cidadãos, todos juntos e de mãos dadas no combate ao crime e à insegurança pois a Segurança começa em cada um de nós.

Intendente Pedro Franco

Comandante da Divisão Policial de Loures

Proposta de Conselhos de Segurança

Segurança em casa

Deixe as portas e as janelas sempre bem fechadas antes de sair;

Mantenha as entradas de casa e da garagem bem iluminadas à noite;

Coloque um óculo/visualizador na sua porta de entrada que permita ver o exterior antes de abrir a porta;

Se abrir a porta a um estranho, mantenha sempre a mesma entreaberta e com a corrente de segurança colocada;

Não guarde grandes quantias de dinheiro em sua casa;

Conheça os seus vizinhos - eles podem ser os seus olhos e ouvidos quando não estiver em casa;

Tenha sempre “à mão” os números de telefone para poder comunicar com alguém, principalmente com a polícia.

Segurança na rua

Antes de sair planeie para onde e como lá chegar;

Evite andar sozinho, principalmente depois de escurecer e em locais isolados ou desertos e pouco iluminados;

Não ostente objetos de valor e evite ter carteiras na mão ou no bolso traseiro das calças;

Tome uma atitude discreta quando for ao banco levantar ou depositar dinheiro e preste atenção a indivíduos suspeitos;

Traga consigo moedas ou cartão para fazer um telefonema;

Se suspeitar que alguém a/o está a seguir, atravesse a rua, e entre numa loja, café ou estabelecimento público e chame/contacte a polícia;

Quando chegar perto de casa, tenha as chaves sempre à mão.

Segurança nos transportes públicos

Evite ficar sozinho(a) nas estações de metro, de comboio ou em paragens de autocarros isoladas, especialmente à noite;

Separe, com antecedência, o dinheiro necessário à aquisição do seu título de transporte;

Em autocarros e elétricos com poucos passageiros sente-se próximo do motorista;

No metro ou no comboio evite viajar em carruagens vazias, principalmente à noite - certifique-se de que pode ser visto por outros passageiros – não fique só e isolado;

Durante a viagem, mantenha a mala fechada e na frente do corpo;

Tenha as chaves de sua casa à mão para que, logo que sair do táxi, possa entrar rapidamente em casa.

Segurança no seu veículo

Mantenha o seu carro sempre trancado, quer em movimento quer estacionado;

Tenha a chave do carro sempre à mão - assim, demorará menos tempo a entrar no seu veículo;

Se um estranho se aproximar do seu carro, seja cauteloso. Se se sentir em perigo, buzine várias vezes (com sucessivos toques curtos) até conseguir a atenção de alguém;

Se achar que está a ser seguido, estacione na estação de serviço/combustível mais próxima ou em local seguro – não se dirija para casa;

Antes de iniciar uma viagem – seja curta ou longa – planeie e saiba o percurso que irá tomar;

Não transporte/dê boleias a desconhecidos.

Estou aqui ADULTOS

Prevenção de situações de risco – estados que possam condicionar a orientação e consciência de adultos, ainda que momentaneamente, na via pública;

Identificação imediata da pessoa – enquadramento rápido da situação, feito de forma rápida, simples e segura;

Segurança de todos os utilizadores – disponível para todos os “adultos” e baseado num sistema seguro de credenciação e acesso base de dados credenciada pela PSP;

Resposta dedicada a cada situação – tratamento individualizado com resposta objetiva.

Última edição

Gala Notícias de Loures

Gala | Notícias de Loures

Opinião

Eleições

Newsletter